Sem pontaria, Atlético-PR e Ceará Sporting Club ficaram no 0 a 0 pela partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil 2018. Os times até criaram, principalmente o Ceará, que teve a vantagem de um jogador desde os 23 minutos, quando Thiago Heleno foi expulso. O Furacão finalizou 12 vezes e o Vozão, 14, mas foi mais perigoso, sobretudo no segundo tempo. A equipe visitante ainda teve um gol anulado de Ricardinho, nos últimos minutos. Ele mandou para as redes com o braço. O empate sem gols deixa a decisão em aberto para o jogo de volta, no dia 15 de março, no Castelão, em Fortaleza.

PRIMEIRO TEMPO

O Atlético-PR controlou o jogo no início e levou perigo em quatro lances. Nikão, Matheus Rossetto e Raphael Veiga erraram o alvo; Guilherme parou no goleiro Éverson. O Ceará jogava fechado e apostava nos contra-ataques. Em um deles, aos 21, Thiago Heleno cometeu falta e levou o vermelho direto. A partir daí, o Vozão equilibrou a partida e passou a levar perigo. Na melhor chance, Felipe Azevedo arriscou de longe, e a bola passou perto do travessão. No fim, um 0 a 0 justo pelo que os dois times (não) produziram no primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

O Ceará apareceu mais no início do segundo tempo se aproveitando do Atlético-PR com dez jogadores. O Ceará tinha uma postura mais cautelosa, mas, quando atacava, era perigoso. Aos 11, Felipe Azevedo driblou Santos, mas viu Carleto salvar em cima da linha. O jogo esquentou no fim. Pablo, que entrou no lugar de Bergson, perdeu chance claríssima; depois, Ricardinho até balançou as redes, mas o árbitro marcou falta: 0 a 0.

(*) Com informações e foto do Globoesporte/CE