Ceará: Viçosa tem como maior problema o suicídio entre seus habitantes

 Ceará: Viçosa tem como maior problema o suicídio entre seus habitantes
Viçosa do Ceará, a beleza de uma cidade entre montanhas no oeste do Ceará.   
Viçosa (CE) – Bela cidade de 45 mil habitantes localizada em cima da Serra da Ibiapaba, divisa do Piauí com o Ceará, clima ameno o ano todo com máxima de 25 graus, população de poder aquisitivo alto em relação às demais cidades da região, sem favelas e de população pobre extremante diminuta, é o lugar preferido para temporadas de férias de muitos piauienses, que consideram a cidade cearense como uma espécie de paraíso.
Distante de Teresina 340 quilômetros, Viçosa do Ceará foi visitada pela reportagem do portal tribunadebarras.com
O jornalista Reinaldo Barros Torres, editor do Tribuna de Barras, esteve conversando com autoridades policiais, comerciantes e populares. Todos se orgulham de não se ver lixo nas ruas e da consciência tomada pelo povo de que não se deve jogar nem ao menos um papel de bombom ou um palito de picolé nos bonitos e bem cuidados logradouros públicos. Em toda a cidade também não há esgoto a céu aberto, todos são subterrâneos e desembocam numa estação de tratamento que retorna a água pura inclusive até para consumo.
Diferentemente da maioria das cidades brasileiras Viçosa do Ceará não tem como maior problema social os itens educação, falta de emprego para a população, segurança pública, saúde, prostituição, menores de idade se envolvendo no mundo do crime e dependentes químicos. O maior problema da cearense Viçosa é o suicídio em grande escala entre seus habitantes.
Para se ver várias pessoas morrerem basta acontecer o primeiro suicídio da semana, que provoca um efeito dominó acarretando outros. Já houve momentos que uma pessoa se matou e dez outras fizeram o mesmo nos dias seguintes nos mais variados bairros.
Não há uma explicação lógica para tantos casos de suicídio. O povo vive bem, praticamente não existe pobreza na zona urbana, a cidade oferece atrações que favorecem aos seus habitantes viverem bem e dignamente. É um caso que já chamou atenção da grande imprensa nacional, mas ainda sem respostas.

(*) Reportagem: Reinaldo Barros Torres, Adriano Albuquerque, Danrley Silva (fotos abaixo)

Diego Albert

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *