Dom Juarez Sousa.  
Oeiras (PI) – Natural da cidade de Barras/PI, Dom Juarez Sousa da Silva, pela sua coragem e inteligência vem se tornando uma das grandes lideranças do sul do Estado do Piauí, não só pela sua atuação religiosa, mas pela sua capacidade intelectual/cultural e preocupação com as classes menos favorecidas.


Este solenidade realizada na “Primeira Capital”, o Bispo de Oeiras, Dom Juarez Sousa da Silva, fez duro pronunciamento dirigido ao Governador Wilson Martins, de corpo presente. Sua Excelência engoliu em seco as palavras do conceituado Bispo da Igreja Católica.
Veja tópicos do pronunciamento de dom Juarez:
“Saudamos com satisfação, ao senhor e aos que fazem parte de sua comitiva. Agradecemos pela oportunidade de realizarmos este encontro no qual peço-lhe a permissão para dirigir algumas palavras:

1. Atravessamos um ano de seca, que a muitos fez sofrer. As pessoas, a natureza e mais ainda os animais. As graves consequências desta seca, apesar das chuvas que têm caído nos últimos dias, continuam. A saber, a falta de sementes para o plantio e mais grave, a inaceitável migração forçada da maioria dos jovens.

2. Durante este período, tem sido perceptível a total ausência do poder público estadual junto aos lavradores de agricultura familiar e às entidades que buscaram enfrentar os sofrimentos de pessoas e animais em busca de alternativas.

3. Muitos foram os clamores expressos pelo povo desta região, nos momentos mais críticos; desde maio, quando minaram as esperanças de inverno que garantisse a safra dos pequenos agricultores.

Neste sentido foram realizados:

1) Encontro dos bispos, que apresentaram propostas de alternativas para amenizar as consequências da seca, ao senhor, em maio de 2012.

2) Fórum da seca, em São Raimundo Nonato, em junho.

3) Encontro de entidades dos diversos municípios da região de Oeiras com propostas de alternativas, a partir das reais necessidades da população. Estas propostas foram apresentadas ao senhor através de seu representante, o Dr. B. Sá.

4) Manifestos realizados em nossas Assembleias diocesanas. A saber, Picos, São Raimundo Nonato e Oeiras.

5) A propósito destas assembleias foram agendadas, sem êxito, audiências do senhor com os bispos. Apesar do agendamento o senhor não recebeu os bispos e nem propôs outra data. Mesmo assim, protocolamos junto ao seu gabinete estes documentos, sob o n. AP 010.1.005676/12, e não tivemos sequer a elegância do comunicado de recebimento dos documentos.
4. Lamentamos não termos tido nenhuma resposta; o que expressa um total descaso para com os bispos e o povo desta região. Disso, eu como único bispo de nosso Piauí, não só lamento, como me envergonho dessa atitude de nosso governo, diante dos demais colegas bispos, pastores do povo de Deus, oriundos de outros países e estados, mas empenhados pela causa da vida e bem estar do povo de Deus.”
(*) Diário do Povo