A cidade de Cachoeira, no recôncavo baiano, celebra 50 anos de tombamento do conjunto arquitetônico e paisagístico do município. Para comemorar, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) promove, a partir de segunda-feira (25) um webnário.

O evento online, que ocorre sempre a partir das 19h30 até sexta-feira (29), será transmitido pelo canal oficial do Iphan no YouTube e vai contar com a participação de professores, pesquisadores, representantes culturais e autoridades, para debates em formato de mesas-redondas e apresentações.

O webnário contará também com apresentações das filarmônicas Lyra Ceciliana, Minerva Cachoeirana e do grupo Gegê Nagô.

O atual chefe do Escritório Técnico do Iphan em Cachoeira, arquiteto e urbanista João Gustavo Andrade, afirma que, ao mesmo tempo em que se celebram os 50 anos deste tombamento, revela-se também importante discutir as conquistas alcançadas nesse período, além de seus impactos na vida da população local.

Reconhecida como Cidade Monumento Nacional em 1971 e tombada no mesmo ano, Cachoeira, reúne um dos mais importantes acervos arquitetônicos barrocos do Brasil. O conjunto urbano de Cachoeira possui cerca de 670 edificações e, além do acervo colonial, a Ponte D. Pedro II, o mercado, a ferrovia e a hidrelétrica são importantes marcos culturais.