O Centro Histórico de Salvador, patrimônio cultural da humanidade, está longe ser um espaço acessível para pessoas com dificuldade de locomoção. Isso porque as conhecidas ladeiras e as ruas coloniais, com o piso em mosaico de pedras, são obstáculos para quem tem mobilidade reduzida. Essa barreira, porém, agora será superada graças a um roteiro especialmente pensado para esse público: um tour utilizando o carro elétrico do Casarão 17, que acomoda pessoas com alguma deficiência física.

O passeio, que sai do Casarão 17, no Terreiro de Jesus, e passa por locais como a Casa do Olodum, o Museu da Cidade, a sede do Projeto Axé e o Museu Afro-brasileiro, leva os turistas na companhia de um guia que mostra e explica as principais características arquitetônicas e históricas da região. Em um primeiro momento, o carro só não vai ao Santo Antônio Além do Carmo por conta das obras no local. Mas, quando as reformas forem concluídas, será mais um destino a ser visitado.

Ao longo do dia, são quatro tours disponíveis para quem quiser fazer esse ‘rolê’ sobre rodas, com partidas às 9h, 10h30, 15h e 16h30. O passeio é vendido de maneira coletiva e custa R$ 200, cerca de R$ 40 para cada um dos clientes caso o grupo tenha cinco pessoas. Há uma vaga a mais sempre disponível para pessoas em cadeiras de rodas. Ou seja, com a vaga para cadeirante, o carro tem capacidade para transportar até seis pessoas.

Tribuna do Nordeste