Com vasta programação a Prefeitura de Água Branca começa neste Sábado, 30 de Junho, as muitas festividades em comemoração aos 64 anos de emancipação política do município.

Um poema do escritor e poeta Reinaldo Barros Torres demonstrando seu amor por Água Branca, chamou atenção e tornou-se motivo de muitos comentários nas redes sociais. A obra poética enaltece a terra e sua gente e é uma das raras composições literárias do gênero que existem sobre Água Branca.

Reinaldo Barros Tores é escritor, poeta, contista, cronista, membro da Academia de Letras do Vale do Longá, Academia de Letras da Região de Sete Cidades, Academia Piauiense de Futebol, União Brasileira de Escritores. O autor é também o editor dos portais de notícia MPiauí e Tribuna do Nordeste.

Falando sobre a obra “Um poema para Água Branca”, Reinaldo Barros Torres disse:

É público e notório o meu carinho por Água Branca. Há exatos dez anos ando nessa cidade, participo da sua vida social, cultural, esportiva, política, sempre procurando enaltece-la e na minha atuação jornalística divulgando o que existe de bom em tudo que a cidade e o povo produzem. Tenho mais de 500 poemas, mas ainda não havia escrito um sobre Água Branca; fico feliz em saber que ganhou a simpatia e o agrado de todos.”

O prefeito Jonas Moura também foi uma das pessoas que leu o poema e gostou. Ele disse: “Água Branca é uma cidade muito acolhedora, quem nasceu aqui ama e quem não nasceu como o Reinaldo Barros Torres, aprende a amar. O poema é muito bonito e vai ficar para nossa história”, disse.

Escritor e poeta Reinaldo Barros Torres

 

UM POEMA PARA ÁGUA BRANCA

A brisa que toca
O espelho d’água do Açude,
Acalenta a cidade
Que dorme ébria de amor.
O amor que move o relógio da vida
No vai-e-vem das pessoas
Pelas artérias que cortam a cidade
Que cresce e enobrece ao deleite
Dos filhos seus.

Água Branca querida, Rainha do Médio Parnaíba,
Rica de pureza e encanto,
Capital Econômica de toda uma região,
Coração que pulsa de progresso
No Piauí que exalta por ti.

Terra de gente bela,
Ungida da força do trabalho
Que te faz progredir,
Pedaço do meu coração
Que palpita no peito
Do amante sempre enamorado
Da Água Branca que seduz…
Que faz rima e induz
O amante apaixonado
Por cada pedaço do teu chão.

Viva Água Branca,
Iluminada, acariciada,
Amada… vivida.